Nazareth admite dívidas com empresas e diz que declarações de Jarbas Soster serão tratadas por advogados

Publicado em 10/01/2018 - 17:12 | Por Redação

 
 

A governadora em exercício Nazareth Araújo reconheceu que o governo do Acre possui dívidas a serem quitadas com empresas e acrescentou que o Estado tem procurado, quando pode, parcelar, a partir de uma análise de um “comitê financeiro”, esses débitos. A declaração de Nazareth foi dada em resposta a uma pergunta da reportagem de ac24horas, em coletiva na manhã desta quarta-feira, 10, na Casa Rosada, sobre a polêmica declaração feita pelo empresário Jarbas Soster, dono da empresa Pedra Norte, de que o “governo não paga o que deve”.

“Nas dívidas do governo, naquilo que realmente cabe a gente tratar, o comitê de trato orçamentário faz parcelamento, faz a quitação, e é assim que a gente vem cuidando. Que existe a crise, que existe a necessidade de fazer parcelamento em relação a fornecedores, que por muitas vezes as empresas precisam ter saúde financeira, o que é previsto por lei, de um empresário fazer a manutenção de um, dois ou três meses, até que os recursos sejam liberados, diante do que a gente tá vivendo no Brasil, isso é considerado, é levado em conta e é tratado pelo governo do Estado do Acre”, informa a governadora.

A declaração de Soster foi feita no Facebook, meio que ele usa para, vez por outra, para criticar o governo.

Na postagem, Jarbas fala em ameaças indiretas feitas pelo governador por meio de um emissário. “O governador através de uma fonte mandou recado pra me intimidar sobre um processo no qual fui acusado de estupro em 2004. Você quer a cópia doutor? Eu te dou. Suas ameaças são fúteis e inúteis. Vamos, cada um expõe o que tem pra expor. Vamos lá, vamos pra guerra. Não paga o que deve e quer intimidar a mim e minha família. Experimenta! Não tenho medo de você e sua gangue”, desafia o empresário.

A dívida é referente a um serviço de pavimentação em brita que a empresa dele realizou na fase de construção do complexo de piscicultura Peixes da Amazônia, na BR-364, sentido Rio Branco/Porto Velho. Ele levou o caso à Justiça.

Falando especialmente sobre a declaração do empresário, Nazareth disse que o governador Sebastião Viana costuma “ter trato próprio e levar a conhecimento de advogados”.

“Em relação a situações pessoais, o governador tem trato próprio e leva a conhecimento de advogados”, disse.

fonte:ac24horas

Veja também

Comentários