Alexandre Gallo anuncia “não” de Cuca ao Atlético-MG: “Ele era o nome”

Publicado em 12/02/2018 - 17:07 | Por Redação

Treinador, campeão da Libertadores de 2013 com o Galo, era o preferido da torcida; dirigente revela que clube já tem outro alvo, mas prefere não citar nome.

Não será desta vez que Cuca, nome preferido da torcida para comandar o Atlético-MG, voltará a trabalhar no clube. O treinador, que está livre no mercado desde que foi demitido pelo Palmeiras, em outubro do ano passado, recusou o convite feito pela diretoria atleticana. Em entrevista ao GloboEsporte.com, o diretor de futebol Alexandre Gallo revelou conversas com o representante do treinador, Eduardo Uram, e com Cuca, desde sexta-feira, mesmo dia em que foi anunciada a demissão de Oswaldo de Oliveira.

 

Cuca recusou o convite do Atlético-MG e disse que só voltará a trabalhar depois da Copa da Rússia (Foto: Alexandre Alliatti)

Cuca recusou o convite do Atlético-MG e disse que só voltará a trabalhar depois da Copa da Rússia (Foto: Alexandre Alliatti)

– Ele era o nome. Estávamos em contato com seu representante desde sexta-feira. No domingo, falei três vezes com o Eduardo Uran. A gente tinha convicção que iria acertar, por isso falei em prazo até terça-feira na entrevista coletiva. Falei até das caracteríticas do time na entrevista, encaixaria tudo, não só pelo histórico que ele tem no clube, mas pelo estilo de trabalho dele com nosso elenco. Hoje (segunda-feira), conversei por quase uma hora com ele (Cuca). Ele gosta do elenco, acha que o time é competitivo. Mas ele declinou, diz ter uma viagem com a família. Tentamos encaixar datas, já que teremos a parada para a Copa, com intertemporada, mas não foi possível. Hoje, na hora do almoço, encerramos a situação, tive de respeitar a vontade dele – disse Alexandre Gallo.

No último sábado, Cuca e o empresário Eduardo Uram negaram, até então, qualquer contato com o Atlético-MG. Procurado pela reportagem nesta segunda-feira, Uram não respondeu às mensagens até o começo da noite. Por volta das 19h45, Cuca, por mensagem de WhatsApp, questionado sobre o contato do Atlético-MG e a recusa da proposta, limitou-se a dizer:

– O Gallo conversou comigo hoje à tarde.

O diretor de futebol lamentou bastante a recusa de Cuca, e afirmou que, diferente do que foi comentado, Abel Braga, atualmente no Fluminense, não foi procurado pelo Atlético-MG.

– Ele (Cuca) era o nome e vamos ver no mercado as possibilidades. Inclusive, falaram que procuramos o Abel no sábado, mas isso não aconteceu. Não falamos com ninguém até a hora do almoço de hoje, queríamos gastar todas as chances com o Cuca. A partir de agora, vamos analisar o grupo de treinadores. Só que a gente não externa nomes a partir de agora.

 

Gallo afirmou que Abel Braga, do Fluminense, não foi procurado pelo Atlético-MG (Foto: RUI PORTO FILHO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)

Gallo afirmou que Abel Braga, do Fluminense, não foi procurado pelo Atlético-MG (Foto: RUI PORTO FILHO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)

Perguntado pela reportagem se o clube já tem um plano B após a negativa de Cuca, Alexandre Gallo disse que o Atlético-MG, agora, já trabalha com foco em outro treinador.

– Temos um outro profissional na mira, a partir de agora.

Histórico

Cuca comandou o Galo entre 2011 e 2013 e foi o comandante do principal título da história do Atlético-MG, a Taça Libertadores de 2013. No total, foram 153 jogos, com 80 vitórias, 34 empates e 39 derrotas. O treinador conquistou o bicampeonato mineiro (2012 e 2013), além da Libertadores (2013).

Antes do Mundial de Clubes da Fifa, no Marrocos, ele anunciou que, após a competição, deixaria o Galo para comandar o Shandong Luneng, da China. A aventura em território chinês terminou em 2016, quando voltou ao Brasil e assumiu o Palmeiras, conquistando o Campeonato Brasileiro daquele ano.

 

No fim da temporada, Cuca alegou problemas particulares e não renovou contrato com a equipe paulista, mas retornou meses depois, em substituição a Eduardo Baptista, que havia sido contratado pelo Palmeiras e acabou demitido em pouco tempo.

Apesar de ter retornado ao alviverde com grande aval da torcida, Cuca acabou demitido em outubro, após um empate com o Bahia, na Arena Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, que foi a gota d’ água após uma série de resultados ruins.

fonte:Globoesporte.com

Veja também

Comentários